Alongamentos após a maioridade (18 anos) podem aumentar a altura?

Diversas pessoas podem se beneficiar de alongamentos em sua coluna e músculos, e não importa se o alongamento for nas costas, nas pernas ou em qualquer outra extremidade corporal.

A coluna de todo ser humano é formada por 24 vértebras articuladas e aproximadamente 9 vértebras fundidas, ambas entre cóccix e sacro, e ambas são expandidas pelos discos das vértebras.

alongamentos apos a maioridade

Cada um desses discos acabam formando um tipo de articulação cartilaginosa para autorizar um pequeno movimento das vértebras. Estes discos vertebrais servem unicamente para proteger as vértebras de possíveis impactos, além de proteger o nosso cérebro e outras partes internas do nosso corpo.

Explicando tudo isso de forma resumida…

É possível confirmar que o alongamento ou expandimento da coluna é totalmente viável com exercícios específicos para o ganho de estatura, mas é claro que tudo isso depende também da sua alimentação, da sua genética e da frequência em que o exercício serão feitos.

Isso é possível ser feito em qualquer idade, mas por questões óbvias e biológicas, quanto mais novo for o indivíduo, maiores serão os resultados.

A lógica por trás dos alongamentos

Quando você se alonga, o seu disco vertebral acaba recebendo uma quantidade maior de espaço para receber os nutrientes, o que acaba favorecendo a expansão do dorso e o ganho de altura.

 

Alguns pontos importantes para você poder ganhar estatura:

  • Melhore a sua postura. Procure sempre alongar a sua coluna que você obterá ganhos regulares e nunca mais ficará refém da sua altura antiga.
  • Durante as sessões de alongamento, procure sempre fortalecer a estrutura muscular do seu corpo para que os exercícios se tornem mais fáceis e você possa trabalhar todo o seu corpo, assim você não foca apenas em ganhar estatura, mas melhora a saúde do seu corpo como um todo.
  • Procure emagrecer, pois a gordura além de ser ruim para a sua saúde, ela ainda dificulta a sessão de alongamento e de fortalecimento abdominal, deixando assim os exercícios mais cansativos e difíceis de serem feitos.
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 14 =